Dicas para não pagar mico na cama



Quem nunca cometeu um “micaço” na cama que atire a primeira camisinha. Todo mundo tem uma história constrangedora sobre sexo para contar e cair na risada ou, pior, morrer de vergonha. O que não pode acontecer é deixar sequelas na sua imagem e detonar o momento quente com o parceiro na cama.


Por isso, convocamos três experts em sensualidade para orientar vocês: a Sex Personal Trainer e professora de sensualidade, Rita Ma Rostirolla; a especialista em relacionamentos e consultora de autoestima, sensualidade e motivação para mulheres, Fernanda Pauliv e a Personal Sexy, Karina Brum.

Mulheres que berram na hora H

Aquelas mulheres que exageram na primeira vez gritando, urrando e usando vocabulário 'chulo” querendo impressionar o parceiro, acabam desestimulando-os porque acham artificial, falso e até engraçado. “Alguns se queixam que perdem o clima porque a parceira força demais na hora H principalmente quando ela já gozou e quer que ele goze logo. Aí fica naquele ‘vai garanhão, vem’ e vai por aí”, explica a Sex Personal Trainer e professora de sensualidade, Rita Ma Rostirolla.

Atender o celular ou ler mensagens no meio da transa

Você é daquelas que atende o celular ou lê mensagens bem no meio da transa? Micão! A mesma coisa vale se estiver prestando atenção a alguma coisa na TV enquanto a coisa está no pique. Rita explica que, por mais que uma mulher consiga fazer duas coisas ou mais ao mesmo tempo, é inadequado transar e fazer qualquer outra coisa junto. “Para um homem é o mesmo que ela estar fazendo ponto cruz enquanto transam”, comenta a professora de sensualidade.

Bocejar ou olhar para o relógio

Olhar para o relógio é outra coisa que incomoda e acaba sendo um mico porque pode dar ao parceiro a impressão de que não você vê a hora de terminar. “Bocejar ou suspirar é outro micaço porque parece que o que ele está fazendo está dando sono e não tesão na mulher”, destaca Rita.

Usar diminutivos na hora H

Para Sex Personal Trainer Rita Ma Rostirolla, querer chamar de “bonitinho” ou coisa do gênero o membro do rapaz no primeiro encontro é um micão dos grandes. O homem, explica a especialista, adora o próprio pênis e qualquer apelido no diminutivo num primeiro encontro pode parecer que você achou o “brinquedinho” dele pequeno demais.

Trocar o nome do parceiro

No auge da pegada você pega e troca o nome do parceiro. Mico total! Se for um primeiro encontro, evite chamar pelo nome porque as chances de trocar são grandes naquela hora principalmente se trocou recentemente de parceiro. A dica da especialista Rita Rostirolla é você escolher uma palavra que não seja comprometedora como, por exemplo, “meu gato, meu amor”.

Não avisar que está “naqueles dias”

“Estar menstruada e não avisar o parceiro antes pode ser um problema, mas, para muitos homens, isso não é problema desde que seja avisado antes para não serem surpreendidos na hora”, destaca Rita. O mau hálito é outro micão! Não basta apenas escovar e passar fio dental, o cuidado com a alimentação também é importante. Não é nada excitante quando, naquela hora, você exale um bafo de alho ou cebola, concorda?

Depilação vencida é o 'ó'!

Mico para evitar sempre: estar com a depilação vencida. 'Já ouvi muitos homens comentando que fulana é uma gostosa, mas é peluda. Homem não repara se uma mulher tem celulite ou estria na hora da transa, mas repara na depilação', comenta a Sex Personal Trainer Rita Ma Rostirolla.

Calcinha bege, grande ou furada

Outra queixa comum, explica Rita Ma Rostirolla, é a mulher chegar toda produzida, vestida sensualmente e, na hora de tirar a roupa, está com um lingerie bege ou, pior, além de bege, a roupa está descosturada. King Kong total.

Virar um Galvão Bueno e ficar narrando a transa

Palavras ou pedidos picantes são estimulantes, mas narrar o jogo todo brocha qualquer um. 'Falar durante o sexo é excitante principalmente quando usamos termos que esquentem ainda mais a situação, mas têm que ser genuínos e verbalizar o que estamos sentindo ou queremos sentir. Mas a mulher que fica falando o tempo todo durante a relação faz o cara querer enfiar um travesseiro na boca dela para poder se concentrar', alerta a Sex Personal Trainer, Rita Ma Rostirolla.

Falar com voz cuti-cuti de criancinha

Para a especialista em relacionamentos e consultora de autoestima, sensualidade e motivação para mulheres, Fernanda Pauliv, não existe nada mais desestimulante do que fazer uso de uma voz infantilizada e um vocabulário cheio de palavras no diminutivo como em frases do tipo ‘Cadê meu gostosinho para eu encher de beijinhos?’ ou ‘Vem fazer um amorzinho com a sua lindinha’. 'Imagine isso acompanhado de caras e bocas, então? Mico absoluto', destaca Fernanda.

Fazer comparações com o ex

Já dissemos que trocar o nome do parceiro pelo do ex é um micaço, mas fazer comparações com o ex é inadmissível e isso serve tanto em relação a desempenho ou à própria anatomia do 'brinquedinho' dele. 'Não convém levar 'o outro' para a cama nem mesmo para dizer que ele é muito pior do que o atual. Além de ser deselegante, ficará no ar a impressão de que, se o atual um dia virar ex, em breve ele também será alvo de comparações', alerta Fernanda Pauliv.

Fingir um orgasmo

Numa relação sexual, não existe uma obrigatoriedade de chegar lá todas às vezes. Se isso não acontecer não vale a pena mentir. Muitas mulheres, quando dão esse feedback errado para seus parceiros, só estão estimulando-os a continuarem a fazer tudo mesmo jeito, ou seja, do jeito que não as leva ao clímax.

“Um diálogo aberto e sinceridade na cama são fundamentais para que os dois saiam dela satisfeitos”, explica a consultora de autoestima, sensualidade e motivação para mulheres, Fernanda Pauliv.

Fazer coisas somente para agradar o parceiro

Querer fazer determinadas coisas somente para agradar o parceiro e passar por cima de seus valores e de si mesma é um mico daqueles bem chatos. A especialista em relacionamentos, Fernanda Pauliv, explica que testar novidades e ter a mente aberta é importante e pode fazer o casal se surpreender de maneira positiva, além de ser um combustível contra a rotina. Mas se alguma técnica, posição ou acessório não agrada e ela aceitar fazer só para satisfazer o parceiro, isso pode gerar mágoa e ressentimento entre o casal. “Existem infinitas possibilidades de prazer, mas elas só devem fazer parte do repertório se forem boas para os dois”, destaca a especialista.

Querer fazer sexo de qualquer maneira

Se o clima não está para sexo, o jeito é assistir a um bom filme. Muitas vezes, o homem está distante e introspectivo devido a problemas pessoais e a mulher acha que o problema é com ela, ou pior, que ele arrumou outra. Para esclarecer as dúvidas e acabar o 'climão', nada melhor que uma boa conversa. “Nessa hora, a mulher deve se colocar como amiga e disposta a ajudar sem o bom e velho tom de cobrança. Muitas vezes, depois de esclarecer as coisas, o homem acaba mais relaxado e a excitação volta naturalmente”, comenta Fernanda.

Nunca finja ser quem não é

A personal sex Karina Brum alerta para este detalhe: não tente parecer ser inteligente demais ou esperta demais na primeira vez com o cara. Procure ser, sim, divertida na medida certa, sorridente e simpática (isso é nato em mulheres com inteligência emocional). “Esta história de “Não curto isso ou não curto aquilo” é para as mulheres consideradas complicadas”, destaca.

Não abuse na roupa

Não queira abusar na roupa. “Às vezes, ser a discreta sexy é o melhor caminho. E uma dica: lábios hidratados ficam mais apetitosos, por isso, arrase no gloss”, aconselha Karina.

Falar de problemas pessoais

Esse é um mico para as aventureiras do primeiro encontro: nunca fale dos seus problemas pessoais na primeira vez. Isso, com certeza, congela o clima. Outro conselho da personal sex Karina Brum para evitar situações chatas é procurar ser bem humorada sem forçar a barra, pois mulheres muito sorridentes passam aquele ar de “falsidade”.

Tags: sexo, transar, fazer amor, orgasmo, fingir orgasmo, depilação, menstruação, Fernanda Pauliv, Sex Personal Trainer Rita Ma Rostirolla.

Mais sobre comportamentos

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!


Encontrou o que procurava? O blog lhe foi útil? Então, curta o Yesachei no Facebook!

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção!

Faça seu comentário, mas sempre com responsabilidade, caso contrário, ele não será publicado!

Não serão aceitos comentários que denigram pessoas, raças, religião, marcas e empresas.

Sua opinião é importantíssima para o crescimento do blog. Portanto, comente, o blog agradece!

2leep.com