Ex-baixista da banda Legião Urbana vira morador de rua



Renato Rocha, 50 anos, ex-baixista do grupo Legião Urbana, revelou em reportagem do programa “Domingo Espetacular”, da Rede Record, exibida no último domingo (26), que está vivendo nas ruas do centro do Rio de Janeiro.

O músico foi encontrado pela equipe da atração parado na frente de uma agência bancária. Ele fez parte da formação original da banda de 1984 a 1989. Apesar de ter composto sucessos como “Geração Coca-Cola” e “Eduardo e Mônica”, ao lado de Renato Russo, Renato Rocha foi expulso da Legião Urbana. Isso porque ele tinha problemas com bebidas.

De acordo com um vídeo da década de 80, Dado Villa-Lobos, outro integrante do grupo de rock, explicou que Rocha “era muito louco”.

Sobre seu vício, o baixista contou para o “Domingo Espetacular”: “Às vezes você toma um calmante e é considerado droga. Eu preferia tomar um calmante para controlar o nervosismo. Depois dos shows podia liberar tudo”.

O músico também teria recebido mais de R$ 109 mil em direitos autorais de 2002 a fevereiro deste ano, e mesmo assim ele foi parar nas ruas. “Como pode um disco vender mais de 12 milhões de cópias e eu ficar na rua?”, indagou Rocha.
O pai do artista, Sebastião Rocha, advogado e sargento aposentado do Exército, contou para a atração que não entende como o filho foi parar nas ruas. “Foram as drogas, sem dúvida foram as drogas. A gente sempre procurou aconselhar. Ele não é brigado com nenhum dos irmão, e nem comigo também”, revelou.

Como todo pai, ele ainda tentou falar para o filho guardar o dinheiro que ganhava no auge do sucesso. “Pega seu dinheiro, compra imóvel, compra automóvel, aplica o dinheiro. E ele não, ‘dinheiro é pra gastar”, finalizou.

Tags: Ex-baixista, Legião Urbana, baixista Legião Urbana, morador de rua

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!


Encontrou o que procurava? O blog lhe foi útil? Então, curta o Yesachei no Facebook!

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção!

Faça seu comentário, mas sempre com responsabilidade, caso contrário, ele não será publicado!

Não serão aceitos comentários que denigram pessoas, raças, religião, marcas e empresas.

Sua opinião é importantíssima para o crescimento do blog. Portanto, comente, o blog agradece!

2leep.com