Tiranossauro rex, anão, é descoberto por pesquisadores na Austrália



Nenhum outro dinossauro mexe com o imaginário humano como o tiranossauro rex. Senhor das pasta­gens do Hemisfério Norte até a extin­ção total dos répteis gigantes, o mais voraz dos carnívoros ocupava o topo da cadeia alimentar e tornou-se sinô­nimo de terror graças à sua truculên­cia e ao seu apetite. Uma nova descoberta mostra que o seu reinado foi muito mais sangrento e amplo do que os paleontólogos supunham. Um osso de 30 centímetros, encontrado por pesquisadores australianos e britânicos em uma caverna na Austrália, revela que uma espécie compacta do T - Rex também perambulou pelo sul do pla­neta espalhando o horror.

Com "apenas" três metros de altura e 80 quilos, o novo dinossauro foi clas­sificado como um ancestral direto dos fósseis já encontrados na América do Norte, na Europa e na Ásia - esses, sim, monstros com até cinco metros de altu­ra e 14 de comprimento - e comprova que a espécie se espalhou por toda parte da Terra, quando os atuais continentes formavam um único bloco. "Nosso fóssil tem cerca de 110 milhões de anos e data da época em que as placas que formam nossos continentes já haviam se separado. Esse detalhe específico nos leva a crer que a espécie ficou isolada no sul", diz o paleontólogo britânico Roger Benson, da Universidade de Cambridg um dos líderes dos trabalhos realizado na província australiana de Victoria.

O pesquisador explica que o que liga sua descoberta aos fósseis de T - Rex encontrados no Hemisfério Norte desde início do século XX é o formato singular do osso do púbis. "Ele se parece cor uma vara ligada a uma bota em uma d suas extremidades. Nos tiranossauros, bem como em nosso fóssil, essa 'bota' é muito grande", afirma Benson."A diferença é que o animal recém descoberto era uma miniatura." A disparidade de tamanho entre os indivíduos encontrados nas duas metades da Terra pode ser explicada graças à dimensão de suas presas. De acordo com teoria da evolução, sabemos que vítima maiores forçam o crescimento de seus predadores - o que é exemplificado em fósseis com crânios de até 1,5 metro de comprimento e dentes de 30 centímetros, já catalogados pelos cientístas.

Seguindo o raciocínio proposto pelo paleontólogo britânico, podemos supor, então, que o nervoso T - Rex anão também tenha passeado por terra brasileiras? "Claro que sim! Agora esperamos encontrar pequenos tiranossauros em outros pontos da Oceania da América do Sul, da África e até mesmo da Antartica", afirma Benson. Que comecem as buscas.

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!


Encontrou o que procurava? O blog lhe foi útil? Então, curta o Yesachei no Facebook!

2 comentários :

Agregador Toneladas disse... [Responder comentário]

Bom dia,

Já enviou seu link para o Agregador Toneladas hoje?

Já conhece nossa Promoção?

E que tal virar um Administrador do Agregador Toneladas?

Confira isso tudo e mais!!!
www.toneladas.blog.br

Anônimo disse... [Responder comentário]

Você sabia que o Ocioso tem um irmão gêmeo? Não! Então venha se divertir com o www.tedioso.com

Postar um comentário

Atenção!

Faça seu comentário, mas sempre com responsabilidade, caso contrário, ele não será publicado!

Não serão aceitos comentários que denigram pessoas, raças, religião, marcas e empresas.

Sua opinião é importantíssima para o crescimento do blog. Portanto, comente, o blog agradece!

2leep.com