Marketing do produto orgânico



Sente-se hoje, um am­biente favorável para o consumo dos orgânicos tan­to no Brasil quanto no mundo. Apesar de ainda incipiente em termos de consumo, o Brasil en­contra todas as condições para, se transformar no maior mer­cado de produtos orgânicos da América Latina.
Alguns fatores colaboram para isso. O despertar da cons­ciência ambiental tem tomado cada vez mais campo na socie­dade e cada vez mais se reflete nas opções de compras das pessoas. Os grandes problemas que o consumo indiscrimina­do e contínuo de transgênicos podem causar à saúde, em lon­go prazo, também colaboram para este ambiente favorável de crescimento do produto orgâ­nico. Agrega-se a este contexto o crescente o poder de compra dos brasileiros nos últimos anos.

O marketing nestas condi­ções é ferramenta indispensável para o crescimento e desenvol­vimento deste segmento. Para que isto tenha ação efetiva, é preciso que esclareça os pontos centrais do seu emprego.

MARKETING CONCEITUAL

O negócio de orgânicos, para encontrar maior acolhida de mer­cado consumidor precisa, neste momento, de frentes de ação es­trategicamente distintas. Vamos distingui-las em duas etapas: o marketing conceitual e, por conse­guinte, o marketing do produto.

O marketing conceitual deve ser feito coletivamente por associações, cooperativas, órgãos de defesa do consu­midor e ONGs. A idéia funda­mental é que elas devem agir num esforço único na populari­zação do benefício do produto orgânico, tanto para a saúde individual como para o meio ambiente. Para que isso ocorra, é necessário que se organize uma forte frente de comunica­ção, que envolve campanhas publicitárias, assessoria de im­prensa, relaçoes públicas, que atuem não somente ao consu­midor direto, como oferecendo subsídios e informações a ou­tras instituições que tenham o desejo e interesse em difundir este conceito.

O esforço na divulgação deve ter foco na diversidade dos pro­dutos existentes, que vão muito além da alimentação: embala­gens, tintas, plásticos orgânicos e tecidos. Tão importam:e ouanto é o comparativo dos benefícios do produto orgânico, contrapondo­-se aos danos sociais e individuais dos agrotóxicos, dos transgênicos e da produção industrial, a fim de proporcionar conhecimento a esse novo consumidor.

Esta frente não deve ter uma gestão unicamente de comu­nicação, mas também gestões institucionais, junto a Assembléia Legislativa, Congresso Nacional ete. A pressão para que se ela­borem políticas e meios institu­cionais a fim de que o produto orgânico se encontre em pé de igualdade para enfrentar o agro­negócio é de vital importância.

Outra frente a ser elaborada é a de logística. Condições mi­nimamente satisfatórias de dis­tribuição e de intercâmbio entre produtores são necessárias para que seja possível que os produ­tos cheguem às mãos de quem quer consumi-lo, em tempo ade­quado. De que adianta criar o de­sejo e a propensão ao consumo de produtos orgânicos, se não se tem uma rede eficiente de distri­buição que possibilite o abasteci­mento aos quatro cantos do país, sem demora significativa?

Além disso, outro ponto a se pensar é o de investir em pes­quisas de opinião pública para ue se possa aferir acertos e correções no plano de negócios são etapas importantes para ue os produtos orgânicos al­ancem a posição privilegiada o mercado nacional.




Você poderá gostar também:

Como fazer horta orgânica doméstica
Mata atlântica: biosfera declarada no Brasil
Agricultura convencional insustentável
Tipos de estratégias empresariais
Fatores que influenciam o consumidor
Sistema de informação em marketing
Estratégia logística
As aplicações logísticas
Logística e competitividade
Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!


Encontrou o que procurava? O blog lhe foi útil? Então, curta o Yesachei no Facebook!

0 comentários :

Postar um comentário

Atenção!

Faça seu comentário, mas sempre com responsabilidade, caso contrário, ele não será publicado!

Não serão aceitos comentários que denigram pessoas, raças, religião, marcas e empresas.

Sua opinião é importantíssima para o crescimento do blog. Portanto, comente, o blog agradece!

2leep.com